Má circulação das pernas: guia para melhorar sua saúde

Home » Blog » Má circulação das pernas: guia para melhorar sua saúde

Em um artigo anterior falamos sobre a importância da circulação sanguínea no corpo humano, que tem entre 7 e 8% de seu peso composto por sangue, equivalente a 5,5 litros. Ele é o responsável por distribuir oxigênio e nutrientes em todo o corpo. Quando ocorre alguma anomalia na circulação destes 5,5 litros, o corpo certamente apresentará algum tipo de sintoma.

Embora a má circulação do sangue possa afetar qualquer parte do corpo humano, nossa especialidade médica se dedica aos membros inferiores. Assim, pensando na saúde das suas pernas, neste artigo veremos como a má circulação do sangue as afeta e principalmente o que você pode (e deve) fazer a respeito.

Iniciamos pelas suas causas.

O que causa a má circulação nas pernas?

Para compreendermos com propriedade as causas da má circulação sanguínea, é fundamental fazermos uma distinção: existem três sistemas de circulação no corpo humano.

Considerando isto, a causa da circulação nas pernas será diferente segundo qual destes três sistemas tenha dado origem a ela:

  • artérias: responsáveis pelo abastecimento de sangue do coração para o restante do corpo.
  • veias: ao contrário das artérias, as veias são responsáveis por propiciar o retorno do sangue do corpo até o coração.
  • sistema linfático: responsável pela drenagem da linfa, originalmente componente do sangue.

Dito isto, existem muitas possíveis causas de má circulação nas pernas. Aqui abaixo iremos conhecer aquelas mais comuns.

Varizes

Enquanto o sistema arterial tem o coração como bomba, o sistema venoso conta com as válvulas das veias para auxiliar no escorrimento do sangue.

O sistema venoso, que bombeia o sangue das pernas no seu retorno ao coração, se utiliza de válvulas dentro das veias para permitir que o sangue flua contra a força da gravidade.

Ilustração de veia insuficiente e válvulas que funcionam corretamente

A presença de varizes nas pernas, coxas ou pés, comprime a circulação na região afetada, com surgimento de seus sintomas característicos. Exatamente por isso é importante sempre tratar as varizes: normalmente vistas como um problema estético, elas são um problema de saúde que merece sua atenção.

Aqui você pode descobrir algumas das melhores opções para tratamento de varizes.

Linfedema

O linfedema é uma doença que diz respeito ao sistema linfático do corpo humano. Os sintomas de linfedema nas pernas são inchaço, sensação de dor e peso, além de alterações na pele e nos demais tecidos dos membros inferiores.

Devido à dificuldade do sistema linfático excretar a linfa das pernas, ela se acumula causando os sintomas descritos acima.

Para maiores detalhes sobre o linfedema consulte nosso guia dedicado.

Trombose venosa profunda (TVP)

Esta doença traz dificuldade na circulação das pernas devido a presença de coágulos sanguíneos, também conhecidos como trombos.

Os coágulos costumam se desenvolver em veias mais profundas das pernas, desacelerando o fluxo sanguíneo na região. O grande risco desta doença é o desprendimento de um coágulo da parede da veia, que através da corrente sanguínea pode chegar até o coração ou pulmões, podendo dar causa a embolia pulmonar.

Maiores detalhes sobre trombose venosa profunda em nosso guia sobre TVP.

Doença arterial periférica (DAP)

Na DAP, ao menos uma artéria tem estreitamento em sua parede. Como o nome já diz, esta é uma doença oriunda do sistema arterial, responsável por levar sangue rico em nutrientes do coração para as diferentes regiões do corpo humano.

Quando surge alguma dificuldade na circulação, normalmente as extremidades do corpo são as primeiras a apresentarem sintomas. Este é exatamente o caso das pernas, que podem também apresentar dor e formigamento.

Fatores causadores de má circulação

Enquanto acima citamos as principais doenças vinculadas à má circulação nas pernas, pode-se dizer que, de maneira geral, hábitos de vida pouco saudáveis favorecem o seu surgimento de condições médicas como o diabetes, TVP e linfedema.

Alguns comportamentos debilitam o corpo humano de forma gradual, conduzindo a má circulação:

  • sedentarismo;
  • obesidade;
  • tabagismo;
  • movimentar-se pouco durante o dia.

Estes elementos, de forma isolada ou combinada, estão quase sempre presentes em doenças que dão causas a má circulação sanguínea nas pernas.

Estes são os sintomas de má circulação nas pernas

Nos estágios iniciais os sintomas são dificilmente perceptíveis. Com a evolução do quadro alguns sintomas se tornam mais evidentes nas pernas:

  • dores;
  • fraqueza;
  • formigamento;
  • inchaço;
  • manchas vermelhas ou até mesmo roxas;
  • desconforto térmico na área afetada;
  • queimação;
  • endurecimento da pele;
  • sensação de cansaço;
  • cãibras.

Frequentemente, os sintomas se manifestam com maior intensidade ao final do dia, dado o cansaço natural que corpo apresenta nesta parte do dia.

Veja aqui, algumas fotos que representam alguns dos diferentes sintomas em que a má circulação se apresenta:

  • Imagem de perna inchada
  • Imagem de perna inchada
  • Exemplo de flebite na perna
  • Exemplo de má circulação nas pernas
  • Foto com exemplo de varizes no pé
  • clacs-antes-depois-TC-7

Como curar a má circulação nas pernas?

A boa notícia é que a má circulação pode ser tratada e até mesmo curada. Para isso, o primeiro passo é o diagnóstico médico por um cirurgião vascular, o especialista em doenças venosas.

Somente o diagnóstico correto poderá determinar a origem do problema circulatório, durante a consulta médica, além do emprego de diagnóstico por imagem, como o ecodoppler.

Conforme a origem do distúrbio, assim como a condição do paciente, haverá indicação para um determinado tratamento. Cada caso é único e necessita diagnóstico.

Por este mesmo motivo, preze pela sua saúde e não consuma produtos ou “remédios caseiros” que prometam resolver problemas de circulação e dor nas pernas. Em alguns casos, cremes e pomadas podem auxiliar no alívio de alguns dos sintomas. Contudo, eles são um medicamento e seu uso precisa estar inserido dentro de um plano de tratamento. O mesmo vale para as meias de compressão.

A solução depende principalmente de você

Como vimos, a má circulação nas pernas apresenta diferentes causas, que necessitam diferentes tratamentos.

O diagnóstico médico é o primeiro passo para identificar as causas e assim permitir o início do tratamento. Procure um cirurgião vascular, que dispõe de ferramentas para auxiliar eficazmente na melhoria da circulação.

Além disso, independente de sintomas ou diagnósticos, a adoção de comportamentos saudáveis como a prática regular de atividade física, nutrição equilibrada, manter distância da obesidade e do tabagismo, movimentar-se durante o dia evitando períodos prolongados sentado são fatores que auxiliam enormemente a circulação sanguínea nas pernas e no restante do corpo. Aliás, são comportamentos sem contraindicação que beneficiam sua saúde como um todo.

Para aprofundar o tema, leia também estas fontes:

  • sintomas de má circulação – Healthline (texto em inglês);
  • como melhorar a circulação – Web MD (texto em inglês)