Úlcera venosa nas pernas: como reconhecer e o que fazer

Home » Blog » Úlcera venosa nas pernas: como reconhecer e o que fazer

A úlcera venosa nas pernas é uma condição médica complexa e potencialmente debilitante que pode afetar significativamente a qualidade de vida. Este artigo aborda as causas, sintomas e tratamentos disponíveis, oferecendo também orientações sobre cuidados domiciliares seguros. O objetivo é fornecer um guia abrangente para auxiliar na identificação e gestão eficaz desta doença.

O que é úlcera venosa?

A úlcera venosa nas pernas, também conhecida como úlcera varicosa, é uma ferida que se desenvolve em decorrência da má circulação sanguínea, que tem dificuldade em levar o sangue de volta até o coração. A causa mais frequente para o surgimento desta ferida é a progressão da insuficiência venosa crônica, quando não for tratada. Outra causa frequente é a trombose venosa profunda (TVP). Quando alguma destas hipóteses se verificam, o acúmulo de sangue e a pressão elevada nas veias das pernas levam à formação de úlceras, geralmente na parte interna da perna, logo acima do tornozelo.

Com efeito, as úlceras nas pernas são visíveis a olho nu, usualmente criando dificuldade e constrangimento ao portador, e podem levar a complicações como infecções e problemas de cicatrização.

Na maior parte dos casos esta condição ocorre em pessoas com histórico de problemas de circulação sanguínea como obesidade, tabagismo ou varizes.

Características e sintomas da úlcera venosa nas pernas

O aspecto externo desta doença apresenta características e sintomas específicos que ajudam no seu diagnóstico e tratamento.

Estas são as características mais comuns das úlceras venosas:

  • aparência da ferida: geralmente de cor vermelha, azulada ou roxa, com um aspecto irregular;
  • localização: mais frequentemente ocorrem na parte interna da perna, logo acima do tornozelo;
  • exsudato: as feridas podem produzir um líquido amarelado ou transparente.

Quanto aos sintomas das úlceras, o indivíduo pode experimentar:

  • dor: um dos sintomas mais comuns, podendo variar de leve a intensa;
  • prurido: a pele ao redor da úlcera pode ficar irritada e pruriginosa;
  • inchaço: o acúmulo de líquido na área afetada pode levar ao inchaço da perna;
  • alterações na pele: a pele ao redor da úlcera pode tornar-se endurecida ou até mesmo mudar sua coloração cor;
  • sensação de peso nas pernas: muitos pacientes relatam uma sensação de peso ou cansaço nas pernas.

O diagnóstico preciso é crucial para o tratamento eficaz da úlcera venosa e geralmente envolve, além da avaliação clínica, exames de imagem como o ecodoppler e por vezes biópsia. Se você apresentar qualquer um desses sintomas, é fundamental procurar atendimento médico imediato para evitar complicações.

Fotos de úlcera varicosa

Ilustrativamente adicionamos aqui abaixo algumas imagens que permitem identificar o aspecto externo da úlcera venosa nas pernas.

  • Exemplo de úlcera venosa nas pernas
  • Exemplo de úlcera venosa nas pernas
  • Exemplo de úlcera venosa nas pernas

Cuidados (e tratamentos) para úlcera venosa

Gerir uma úlcera venosa nas pernas pode ser um desafio. Contudo há várias medidas que você pode tomar em casa, de forma segura, para aliviar os sintomas e promover sua melhora. Estes cuidados domiciliares são complementares ao tratamento médico:

  • higiene: mantenha a área ao redor da úlcera limpa e seca para minimizar o risco de infecção;
  • elevação da perna: elevar a perna afetada pode ajudar a reduzir o inchaço e melhorar a circulação na região;
  • exercício moderado: caminhadas leves e exercícios de alongamento também podem ajudar a melhorar o fluxo sanguíneo.

É importante ter a devida atenção às feridas venosas, não adotando tratamentos caseiros “milagreiros” como pomadas que prometem a solução para as úlceras. Pelo contrário, o uso inadvertido de medicamentos pode não somente não resolver o problema como causar o agravamento da condição.

Em qualquer hipótese, o tratamento médico das úlceras nas pernas deve ser prioritário. Mediante consulta de um médico cardiovascular, diferentes opções de tratamento médico estão disponíveis, incluindo:

  1. medicação: antibióticos podem ser prescritos para tratar infecções;
  2. terapia de compressão: o uso de meias de compressão é frequentemente recomendado para favorecer a circulação;
  3. endolaser para o tratamento de veias doentes;
  4. em casos em que a escleroterapia não seja suficiente, a cirurgia de varizes também pode ser indicada.

Aqui você poderá ter mais informações sobre tratamentos para úlceras venosas.

A úlcera sob controle com sua atenção somada ao auxílio médico

Originada frequentemente da progressão da insuficiência venosa crónica que não recebe tratamento, a úlcera venosa nas pernas pode levar a complicações graves como infecções. O diagnóstico tempestivo e preciso, aliados ao tratamento médico são fundamentais para a gestão eficaz da úlcera venosa.

Enquanto há medidas que podem ser tomadas em casa para aliviar os sintomas, é crucial que esses cuidados sejam sempre complementares ao tratamento médico. A automedicação ou o uso inadequado de tratamentos caseiros podem agravar a condição e devem ser evitados.

Em regra, a adoção de hábitos de vida saudáveis como a atividade física e alimentação equilibradas são sempre indicados.
Para mais informações detalhadas sobre as opções de tratamento médico disponíveis, incluindo medicação, terapia de compressão e procedimentos mais invasivos, consulte a nossa página sobre tratamento de úlceras venosas.

Para aprofundar o tema, leia também outras referências: