Síndrome de May-Thurner: sua saúde vascular em jogo

Home » Blog » Síndrome de May-Thurner: sua saúde vascular em jogo

TLDR

  • A síndrome de May-Thurner é uma condição em que a veia ilíaca esquerda é comprimida pela artéria ilíaca direita.
  • Os sintomas incluem inchaço, sensação de peso e varizes, podendo levar a complicações graves como trombose venosa profunda.
  • Seu diagnóstico e tratamento precoce são essenciais para prevenir riscos à saúde.

A síndrome de May-Thurner é uma condição que afeta a circulação sanguínea na região pélvica, frequentemente ignorada porque, em muitos casos, é assintomática. No entanto, sua presença pode levar a complicações sérias, se não diagnosticada e tratada adequadamente.Neste artigo, exploraremos os principais sintomas, métodos de diagnóstico e opções de tratamento para a síndrome de May-Thurner, oferecendo um panorama completo sobre como essa condição pode ser gerenciada de maneira eficaz.Continue lendo para descobrir mais sobre os impactos desta síndrome na saúde vascular e as abordagens médicas para lidar com ela. O que é a síndrome de May-Thurner

A síndrome de May-Thurner é um distúrbio na circulação sanguínea causado pela compressão da veia ilíaca esquerda pela artéria ilíaca direita, o que dificulta o fluxo sanguíneo adequado na região pélvica. Enquanto a artéria ilíaca direita é a principal condutora de sangue do coração para a perna direita, a veia ilíaca esquerda é a principal veia por onde o sangue escorre da perna esquerda em direção ao coração.

Ambas, veia e artéria, ilíacas estão situadas na região pélvica, adjacentes à coluna vertebral. A compressão causada dificulta a passagem do sangue, o que poderá gerar múltiplos sintomas.

Estudos apontam que 20% de população mundial tenha a síndrome de May-Thurner, ainda que de maneira assintomática. Mesmo assim, a causa primeira da síndrome de May-Thurner ainda é desconhecida da ciência. Existem alguns fatores que indicam maiores chances de contraí-la, porém não constituem certezas.

Vejamos quais são eles.

Quais são os sintomas da May-Thurner?

Os sintomas associados a May-Thurner resultam da dificuldade do sangue retornar da perna para o coração devido à compressão da veia ilíaca esquerda. Os seguintes sintomas podem se apresentar de forma isolada ou também em concomitância:

  • inchaço: o acúmulo de sangue na perna esquerda frequentemente causa inchaço na região afetada, alterando também a aparência externa das veias.
  • Sensação de peso, cansaço e palpitações: a perna esquerda pode parecer mais pesada do que o normal, resultando em cansaço e, ocasionalmente, palpitações.
  • úlceras nas pernas: quando há aumento de sangue dentro das veias, gerando maior pressão contra suas paredes internas, podem surgir feridas nestas regiões. Para entender o que são as úlceras, leia o guia completo com causas, sintomas e o que fazer a respeito.
  • dores: podem se assemelhar à sensação de uma cãibra ou mesmo espasmo muscular.
  • alteração na coloração da pele: a síndrome tem reflexos na tonalidade da pele, que perde sua coloração habitual.
  • varizes: a insuficiência da veia ilíaca facilita o surgimento de varizes ou mesmo o agravamento de varizes já existentes. De maneira especial, a May-Thurner pode ser a causa de varizes pélvicas.

Os dois primeiros sintomas são os mais frequentes entre os portadores da síndrome, enquanto os demais geralmente indicam quadros mais graves que podem incluir a trombose venosa profunda. O diagnóstico médico, fundamental para o paciente com estes sintomas, fornecerá maiores detalhes sobre a condição específica do paciente.

Os riscos da May-Thurner com a trombose venosa profunda (TVP)

Como vimos acima, a compressão da veia ilíaca faz com que o sangue se acumule ao longo do trajeto da veia. Este acúmulo poderá dar origem a um trombo, que por sua vez poderá causar trombose venosa profunda.

A TVP é uma condição médica grave, pois um trombo pode se deslocar através da corrente sanguínea até os pulmões, causando embolia pulmonar. Por sua vez, a embolia traz consigo enormes riscos à vida.

Para entender seus sintomas específicos, leia o guia sobre a trombose venosa profunda.

Diagnóstico da síndrome

O diagnóstico da síndrome de May-Thurner é realizado com alguns exames amplamente utilizados pela medicina. Vejamos os principais:

  • doppler vascular: utiliza ondas sonoras e o efeito doppler, para mapear o fluxo sanguíneo da região desejada. Clínicas atualizadas, como a Clínica Zignani, dispõem deste equipamento dentro da própria clínica.
  • ultrassonografia intravascular: tecnologia semelhante ao doppler, porém realizada com a introdução de um catéter que possibilita melhores imagens do interior dos vasos sanguíneos.
  • venografia: técnica que combina o tradicional raio-x com a injeção de contraste no sangue, permitindo identificar a circulação do mesmo no interior dos vasos sanguíneos.
  • ressonância magnética: exame que permite criar imagens da área em estudo através de ondas eletromagnéticas.
  • tomografia: uso do raio-x combinado a um tubo giratório, que permite a realização de sucessivas imagens de raio-x, em cortes transversais, que com auxílio do computador permitirá elaborar imagens em 3d dos vasos sanguíneos em estudo.

Além disso, o médico sempre fará o exame visual durante a consulta médica. Uma vez consolidado o diagnóstico, poderá elaborar um plano de tratamento para o caso específico.

Tratamento da síndrome

O tratamento da síndrome de May-Thurner varia conforme cada específico. Geralmente, as opções para aliviar a compressão da veia ilíaca esquerda incluem:

  1. by-pass: este procedimento desvia a corrente sanguínea da área comprimida, criando uma rota alternativa para que a compressão não interfira no retorno do sangue ao coração.
  2. cirurgia da artéria ilíaca direita: a cirurgia irá mover a artéria do local onde está comprimindo a veia, normalizando a circulação sanguínea.
  3. angioplastia com colocação de Stent: através de um catéter, o cirurgião irá “descomprimir” o trajeto com sintomas introduzindo um tubo no interior da veia – o Stent – que resistirá à pressão exercida pela artéria.
  4. uso de meias de compressão para varizes: as meias são coadjuvantes no tratamento e tem como objetivo estimular o retorno do sangue ao coração.
  5. anticoagulantes: quando a TVP é diagnosticada, irão afinar o sangue, reduzindo os riscos associados à presença de trombo.
  6. filtro para a veia cava: também aplicado em casos de trombose, a introdução do filtro permite impedir o movimento do trombo em direção ao coração. Costuma ser empregado quando aos anticoagulantes não são recomendados.

Consulte sempre seu cirurgião vascular, que irá prescrever as alternativas mais indicadas ao seu caso.

A May-Thurner tem solução!

A síndrome de May-Thurner pode levar a complicações sérias como a trombose venosa profunda se não for diagnosticada e tratada adequadamente. Compreender os sintomas, como inchaço, sensação de peso na perna e varizes, é crucial para a identificação precoce da condição. Os métodos de diagnóstico modernos, como o doppler vascular e a tomografia, permitem uma avaliação precisa, possibilitando tratamentos eficazes como angioplastia com colocação de stent e cirurgias específicas.

É essencial que qualquer pessoa apresentando sintomas suspeitos procure imediatamente um cirurgião vascular para avaliação. Não ignore os sinais do seu corpo!

Faça exames regulares para manter sua saúde vascular em dia. Agende uma consulta com um especialista e obtenha o diagnóstico e tratamento adequados para evitar complicações graves. Não deixe para amanhã, cuide da sua saúde vascular hoje mesmo.

Para aprofundar o tema, consulte também:

  • imagens e informações sobre a síndrome de May-Thurner em estudo arquivado na National Library of Medicine (em inglês).
  • a síndrome de May-Thurner por WebMD (em inglês).